O que vem-i à rêdi éi pêxi ... E mai nada .

Homenageados


Estrelas e Meteoritos

Tudo me aparece na rede

O gajo é louco

.
.

Pescar com rádio

Clicka no play e espera , isto trabalha a carvão .

.
.

Na rede MP3Tube

.
Tijolaev-band  Несчастный Случай - Прощай, не горюй
 Desconocidos - Hotel California!
 RP - ASAE

Peixe fresco

Finalmente um tempinho li...

Vodafone Beat Box

A mánica ingricola , do f...

Vasculhando no saco das m...

Smog (smoke+fog)

Bobcat mini excavators (f...

Na bigorna em avaliação. ...

Na bigorna em avaliação. ...

Trinta anos de:"DIE ROBOT...

O (En)Tornado de Alcanena...

Comunicado da VAI (TE)

RIKA E KIDA em :

À distância de ANOS LUZ ....

Acontecimentos do dia e o...

Ganhar dinheiro a clickar...

Ana bola

Na memória , TERMINAL 2 ....

Tay Zonday , um cromo mui...

Maldita heroína .

Sopa de Charroco " Au Sa...

As mutações do sistema ed...

Começaram hoje , equipa d...

Noivos em fuga , por caus...

UM PAÍS DE ANEDOTAS ...

Prime Joseph Monkey e a r...

Novo mapa judiciário .

Sporting Club de Portugal...

Um pesadelo chamado " Tok...

Paciência de chinês .

Entrevista com o professo...

O Doggy Narsa de castigo ...

O patrão Anúplio e a inva...

Microsoft , Virtual Earth...

Poluir , na lista dos nov...

Energia alternativa .

Última hora : Camacho bat...

Até o rádio fica marado ....

Os perigos da internet .

Parooouuu ... paaaarrooou...

Ele há ensaios e ensaios ...

Congelados

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

badge

E porque não parar um pouco para rir , se faz tão bem à alma ...

-Já pescaram qualquer coisa
Sexta-feira, 28 de Março de 2008

Maldita heroína .

 

    Bem sei que nos últimos tempos , nas publicações que tenho efectuado ,  me tenho desviado um pouco da essência que me levou à construção desta página . Concordo plenamente se isso me  apontarem . Mas , por vezes é necessário cair na realidade , desviarmo-nos da rota e , se noutros assuntos achei pertinente fazer tal desvio , hoje então é de pertinência extrema . 

 

     Ontem , pouco passava das dez da noite e como é habitual estava no café  onde eu e o meu  grupo de amigos nos juntamos para o ritual de fim do dia . Bebiamos a bica do após jantar e desentorpecíamos a língua ,  a conversa gravitava em torno das noticias do dia , com concordância ou discordância entre risos e improvisos a mesma fluía como sempre , sem sobressaltos .

      Nessa altura , entra no estabelecimento um ser "humano" do sexo feminino , que aparentava ter por volta dos quarenta anos , num estado lastimoso , corpo de tal forma magro , que mais não tinha do que pele e osso , esquelético . Arrastava-se  com dois sacos de plástico , um em cada mão , a dificuldade dos movimentos e os olhos de tal ordem vidrados , denunciavam um flagelo da sociedade . A custo , trôpega , dirigiu-se ao balcão , em palavras quase imperceptíveis na dicção e em surdina , dialogou com a dona do café , esta  rápido se apercebeu do drama humano que tinha à sua frente .

      Tinha fome , queria telefonar à mãe porque não conseguia ir para casa e não tinha tinha dinheiro . Enquanto a proprietária do estabelecimento lhe arranjava algo para comer , a filha da dona do café , depois  daquele  farrapo humano lhe ter dado o número de telefone , ligou para o tal número e passou-lhe o telefone . De língua presa , muito pouco audível e de olhos que se apagavam constantemente  , nada mais , nada mais disse a não ser : " Mãe , vêm-me buscar ... " .

       Quem teve de falar a a pobre senhora que estava na outra ponta da linha , foi a filha da dona do estabelecimento , informando-a do que se  estava a passar e dando-lhe as indicações do local onde o triste ser se encontrava .

        O tempo foi passando , entre mordidelas no pedaço de pão e bebericadelas na 7up , os apagões da existência foram constantes , quase se prostrava sobre a mesa .

         Subitamente , surgiu um pequeno grupo de adolescentes , encabeçado por uma rapariga bem apresentada , despachada . Ao avistar a referida pessoa , no interior do estabelecimento ,  dirigiu-se de imediato à mesma ( depreendemos   que fosse familiar , rápido se constatou que era filha ) , dirigindo-lhe a palavra :

 

- Então estás feliz !? Assim é que estás bem , não é ??

- Porque é que não veio a tua avó !? ( Respondeu aquela espécie de ser humano ).

- Sabes bem que a avó já mal pode andar , vá vamos embora ... estás linda ... que vergonha ... que desgosto ...

 

         A rapariga olhou em redor , nesse momento  dois enormes rios de lágrimas  inundaram-lhe o rosto rosado de são e , a tristeza ancorou  devastadora na sua alma ...

 

- Devo aqui dinheiro ...

- Porque não disseste ao telefone ... Eu vim a correr , nem a carteira tenho comigo .

 

     A boa samaritana , filha da dona do café , nada  quis , adiantando que não se preocupa-se com isso , porque mais grave era o que ela tinha ali à sua frente . Entre lágrimas , a pobre rapariga agradeceu e saíram do café .

Ao cruzar com todos nós , que olhávamos incrédulos , a rapariga deixou escapar , por entre os dentes límpidos , uma pequena frase carregada de ódio :

 

- Maldita heroína .

       

Enfim ,o tema de conversa sucumbiu ao acontecimento , elogiámos aquela filha e tentámos avaliar o seu sofrimento ...

 

 

 

 

 

Publicado por : Charroco

 

Tags ( Iscos ): , , ,
Pescado às @s às 10:12
| Escamar (comentar) | Adicionar aos favoritos
3 comentários:
De samueldabo a 5 de Abril de 2008 às 23:59
As minhas saudações, amigo.
O terem reparado, é bonito.
O terem comentado, faz-me acreditar que é possível , um dia, erradicar tal flagelo.
Um abraço de amigo
De Pobre(o)Tanas a 14 de Abril de 2008 às 17:47


Felizmente não passei por isso mas caminhei para lá... Graças a Deus saí a tempo... Um dia de cada vez...

Força para essa miuda... E que alguém ponha os olhos nessa mãe e que as ajudem...

Bom post...
De AB a 9 de Junho de 2008 às 10:40
Apenas sem palavras.. e com mtas lagrimas...
lagrimas de dor (até pk tive uma filah duma Amiga que terminou o seu flagelo na terra assim e acompnahei o sofrimento de ambas.. indescritivel!!), de indignaçao tb perante a apatia por vezes da sociedade que deveria envergonhar-se de olhar para o lado dos problemas qdo eles estão tao bem à nossa frente!! Doi tanto ver uma pessoa igual a nós lançada na lama, nao só perdida dentro de si como ferida de morte pela hipocirsia social.
Rezo todos os dias por todas as pessoas que sabem o que é o sofrimento psicologico, e dentro deste, o sofrimento das dependencias..
e eu acredito sempre sim na reabilitaçao dessas pessoas, com a "logica" do carinho e do afecto, mas tb com a ajuda de bons profissionais para eles e para as familias e quem os ama, pk claro que essa maldita heorina é maldita mm para todos!!!

Comentar post

Este blog tem :

.
Varnostno Preizkuzena
Sicherheitsgeprüft
Sécurité Assurée
Safety Tasted
Segurança Testada
.
.

Porque ainda há

Velhos do Restelo

.
.
.
.

Video riso da semana.

Apanhados à mão.

Berinquê ? Vai lá vai ...

.
.

Pescar neste blog

 

Abril 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
15
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30

Tags ( Iscos )

todas as tags

.TopOfBlogsBRDTracker
blogaqui?Divulgue seu blog!
Pesco no Blog.com.pt Blogalaxia
blogs SAPO

subscrever feeds